Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

BEM-VINDA


Entra,
que sejas Bem-vinda!
Sobe a escadaria da casa, 
devagar,
degrau a degrau,
até chegares ao patamar.

Aí, não precisas  de tocar... 
nem na campainha, nem no sino do galo
das cores brilhantes!
Mas, se o fizeres,
escutas o tlim-tlim límpido 
provocado pelo badalo.

E,
quando te abrirem a porta
e me vires a sorrir,
com os olhos a brilhar,
entra, toda inteira,
de braços bem abertos,
porque eu estou,
do outro lado da soleira,
pronto para te abraçar...


(DO AUTOR - PARTE DO PAINEL DE AZULEJOS NA ENTRADA DO CONVENTO DE SÃO BERNARDO - AS BOAS VINDAS - EM PORTALEGRE)




.


Sem comentários: