Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

FRIO

Chegou o frio, silenciosamente, a coberto da noite. A cidade, à hora a que saí de casa, ao bater das sete, tiritava, encostava-se aos prédios para sentir algum calor e deixava desertas as ruas e avenidas.
Pouco a pouco a cidade foi despertando em carros de vidros embaciados, a fumegar dos escapes, em pessoas de agasalhos de inverno, de botas quentes e gorros na cabeça...
 
O curioso é que, ainda ontem, ao princípio da tarde, essas mesmas PESSOAS se passeavam despreocupadamente a aproveitar uma primavera que teimava em espreitar deste outono. Mas a MENSAGEM das rádios era a de que o frio, sob a forma de uma frente siberiana, avançava em força.
 
Chegou a horas!

Sem comentários: