Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 4 de setembro de 2012

PREGUIÇA

Andavam sempre encostados, como se fossem dois amigos de longa data, sempre um ao lado do outro, sem se despegarem, quase siameses... movendo-se de forma lenta, como caracol em dia de preguiça.

Um, era um perfeito Molengas!

O outro, sempre foi de Pouca Pressa!

E quando, assim juntos, resolviam partir para qualquer lugar, a única certeza que se tinha é que, com a lentidão com que deslocavam, nunca iriam chegar a destino algum!


(DO AUTOR - BARRA DE OLHÃO)



.

3 comentários:

Anónimo disse...

Que delícia!

Muito obrigada pelo envio deste criativo e ecantador texto.

Beijinhos, lola

Anónimo disse...

Primo, gostoooOOOOOOO

Luísa Amaral

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu é que agradeço a sua visita e a sua compreensão pelo roubo que ontem lhe fiz.
Abraço