Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

CHEIA...


... está a LUA. 

Gorda, opulenta, brilhante!

Aqui e ali uma mancha, uma ruga, um sinal... mas nada que a faça parecer mal, nem nada que a deixe envergonhada. Também não tinha porquê!

Claro que já tem muitos anos, alguns milhões, talvez... mas, ao certo, não se sabem quantos... e, com tanto ano, então, é natural a ruga, a mancha ou o sinal... 

Também não se sabe de onde veio... Há quem diga que da Terra é filha, ou de outro planeta qualquer ou, até, quem sabe, não teria vindo doutra galáxia, de fora da via láctea?... Mas, na realidade, é nossa! Anda, há muito, por aqui e sempre ao nosso lado, umas vezes de olho cheio, outras de olho apagado...

Agora, a verdade é que é mulher... e, então, precisamente porque é mulher, deveria chamar-se Cecília, porque, como esta dizia na poesia, tem fases... e agora, anda na fase de sair para a rua... sim, porque está cheia, linda, ofuscante, a nossa querida LUA...


(DO AUTOR - A NOSSA LUA CHEIA, ESTA MANHÃ PELAS 7H)



5 comentários:

Anónimo disse...

Gosto muito
Maria de Lourdes Silva

Anónimo disse...

LINDA! Desta vez, perdi-a...
Maria João Falcão

Anónimo disse...

Também a perdi.Fui,mesmo agora à janela e não a vi.
Ivone Oliveira

Anónimo disse...

Belo
Helena Restani Ferreira

Anónimo disse...

Esteve aqui bem pertinho... linda!
Vera Menna Barreto