Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 4 de outubro de 2016

ENTÃO? JÁ NÃO HÁ GREVES?

ENTÃO? JÁ NÃO HÁ GREVES?

O Metro de Lisboa, que até ao ano passado funcionava mais bem do que mal, desde há uns meses que não funciona... são menos composições em cada comboio, são os intervalos que se alongam, o material que está degradado e não substituído... Agora já nem há os bilhetes a sair das máquinas automáticas e há estações onde não é possível adquirir bilhetes. Até ao ano passado, quase que todas as semanas a Intersindical dava Ordem para que houvesse uma greve para lixar o pessoal trabalhador... Agora a Intersindical e os seus chefes comunistas do PC estão caladinhos... não tugem nem mugem...

A Carris quase que idem... e os sindicatos, sempre afectos ao PC, de bico calado... nem um protesto, ou uma ameaça...

As Escolas começaram com alguns problemas e o comuna, chefe da fenprof, aquele de bigode estalinista ou hitlerista, não sei bem, que nunca deve ter sido professor de nada, só de sindicalismo comunista, também deve ter perdido a fala e o entusiasmo em partir a loiça toda...

Até parece que vivemos numa república feliz.. sem problemas, sem conflitos, com abundância de tudo.

O melhor, acho eu, uma vez que os sindicatos não fazem nada... que acabem e ponham os chefes a trabalhar... as caras são sempre as mesmas... alguns são os mesmos desde o 25 de abril... não produzem nada para o país... que trabalhem ou se reformem...

Mas, enquanto não acabam ou se demitem, ao menos façam uma greve... de qualquer coisa contra qualquer coisa... É que já estou a ter saudades duma grevezita dessas, com cartazes distribuidos pela intersindical, as cornetas a apitar, as célebres palavras de ordem do "abaixo a reacção", "o povo unido"... e os autocarros das câmaras comunistas cheias de povo arrebanhado para um passeio a Lisboa...

Sem comentários: